Total de visualizações de página

Seguidores

A Palavra do Frei Petrônio

Loading...

terça-feira, 20 de setembro de 2016

PROFISSÃO SOLENE: Caminhada para o serviço em favor dos outros na Ordem Terceira do Carmo.

Frei Petrônio de Miranda, Delegado Provincial para Ordem Terceira do Carmo.

            Aprovado para fazer a Profissão Solene, o candidato ou candidata livre e conscientemente promete a Deus castidade, pobreza e obediência por toda a vida segundo o seu estado de vida, e desta maneira, torna-se membro definitivo da Ordem Terceira do Carmo com todos os direitos e todos os deveres de um Carmelita e de uma carmelita colocando-se a serviço.
            O irmão ou irmã solene procura entender bem como se deve viver no sodalício dispostos para o serviço e apostolado lembrando que, “A Nossa Missão não é fazer grandes coisas, mas fazer com grandeza as pequenas coisas do dia a dia” (Beato Frei Tito Brandsma). Portanto, são orientados e orientadas para o serviço, uma vez que nós, carmelitas, temos de realizar a nossa missão no meio do povo, apresentando-lhe, antes de tudo, a riqueza da nossa vida Contemplativa, Missionária, Fraterna e Profética.
            Pela profissão solene, o irmão ou a irmã, assume livremente, REPITO! Livremente, como sua a família carmelita com o seu carisma próprio, para enriquecê-la e embelezá-la com os carismas pessoais e dedicar-se ao serviço de acordo com as necessidades do sodalício e da comunidade local. (Paróquia, Diocese, Arquidiocese...).  
            Preocupados com o que diz a Regra da Ordem Terceira do Carmo, o Sodalício reconhece nos irmãos e nas irmãs uma presença viva da espiritualidade carmelitana a partir da missão e aptidão de cada um e de cada uma. Com tal afirmação, quero dizer que os votos solenes não aniquilam a nossa profissão de médico, advogado, político, professor, agricultor, motorista, secretária do lar... Ou seja, levaremos para o nosso campo de trabalho o tempero carmelita para assim, vocacionalmente, atrairmos novos irmãos e irmãs para a nossa família carmelitana.
Sobre a nossa missão na Ordem, podemos pegar como referência o apóstolo Paulo que diz: "Há diversidade de carismas, porém um só é o Espírito; há diversidade de ministérios, porém um só é o Senhor; há diversidade de atividades, porém um só é o Deus, que opera tudo em todos. E a cada um é concedida uma particular manifestação do Espírito para o bem comum" (1Cor 12,4-7). Portanto, não somos um sodalício Xerox. Não, não! Cada um e cada uma tem a sua história e o seu jeito próprio de ser carmelita.          

Seguindo e servindo a Jesus Cristo à imitação da Virgem Maria e do Profeta Elias todos, com diferentes missões no sodalício e na comunidade, somos o rosto do Carmelo. Em outras palavras, não somos privilegiados pelo que fazemos ou pelas responsabilidades que assumimos, mas pelos gestos de misericórdia, perdão e alegria diante do nosso irmão e da irmã do Carmo. 

VOU COMPRAR O SEU VOTO: Perguntar não ofende-40

RIO DE JANEIRO: Caos na Lapa-03

RIO DE JANEIRO: Caos na Lapa-02

RIO DE JANEIRO: Caos na Lapa-01