Total de visualizações de página

Seguidores

A Palavra do Frei Petrônio

Loading...

segunda-feira, 21 de março de 2016

JESUS E O LADRÃO: Frei Donizetti Barbosa.

*7 PASSOS DE JESUS: SEXTA FEIRA DO TRIUNFO.

*7 PASSOS DE JESUS: SEXTA FEIRA DO TRIUNFO.
(SEXTA FEIRA, ANTES DA SEXTA FEIRA DA PAIXÃO)
ACOMPANHANDO OS 7 PASSOS DE JESUS, RUMO À RESSURREIÇÃO. 
Frei Victor Kruger, O. Carm.

1- ACOLHIDA / ABERTURA  DA CELEBRAÇÃO 

COMENTARIO INICIAL:
C. Hoje celebramos de modo especial, o sofrimento, a incompreensão, a prisão, a tortura e a morte de Jesus.
Ele foi vítima das pessoas que se sentiam ameaçadas em seus privilégios pelas palavras e pelo modo de agir de Jesus
T. Então se armaram contra Ele e o maltrataram até a morte e morte de cruz.
C. A cruz de Jesus mostra o mal que existe no mundo. Mostra toda a violência da mentira, da injustiça e da exploração contra a vida.
T. E essa violência se manifesta ainda hoje na cruz pesada do nosso povo.
C. Eis o que significa a cruz de Jesus Cristo: Jesus não morreu para exaltar o sofrimento. Ele aceitou a cruz para ser fiel à sua missão e para não trair a verdade que viveu e pregou.

CAMINHANDO E ACOMPANHANDO JESUS ATRAVÉS DOS ÚLTIMOS 7 PASSOS  TRIUNFANDO  SOBRE A MORTE.

CANTANDO:
Eles queriam um grande rei que fosse forte dominador e por isso não creram nele e mataram o Salvador. ( bis )

1º- NO PRIMEIRO PASSO CONTEMPLAMOS JESUS NO HORTO DAS OLIVEIRAS.

O SENHOR DA AGONIA
Cel. Nós vos adoramos Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos!
T. Porque pela vossa Santa cruz remiste o mundo!
C. O quê se passa no íntimo de Jesus? Uma luta dramática em que entra em confronto a companhia e a solidão, o medo e a serenidade, a coragem de continuar o Projeto de Deus até o fim e a vontade de desistir e fugir.
A oração é a fonte que reanima nosso projeto de vida, segundo a vontade de Deus.

Cel.  LENDO MARCOS 14, 32 – 42

REFLEXÃO
Cel. Senhor Jesus! Na vossa agonia experimentastes  o mais intenso sofrimento e, diante da provação acolhestes sem reservas a vontade do Pai.
Concedei a nós vossos servos a graça de aceitar tudo, de suportar tudo, de confiar tudo, fazendo de nossa vida um ato contínuo de acolhida da vontade do Pai. Amém!

CANTANDO:
Eu vim para que todos tenham vida! Que todos tenham vida plenamente! ( bis )

2º-  NO SEGUNDO PASSO CONTEMPLAMOS A PRISÃO DE JESUS.

Cel. Nós vos adoramos ...
C. Um dos discípulos se alia ao poder repressivo das autoridades  e trai Jesus com um gesto de amizade. Todos fogem e Jesus fica sozinho e preso.
Aquele que realiza o projeto de Deus e atrai o povo é considerado pelos poderosos como bandido perigoso.

Cel.  LENDO MARCOS 14, 43 – 46 . 53
REFLEXÃO.
Cel. Senhor Jesus! Vós viestes não para condenar, mas para salvar, não para  aprisionar, mas para libertar.
Infundi em nós a vossa serenidade, a fim de que possamos enfrentar as grandes lutas de nossa vida, sem ódio e sem violência. Amém!

CANTANDO:
Tu és Senhor, o meu pastor, por isso nada em minha vida faltará! ( bis )
3º- NO TERCEIRO PASSO CONTEMPLAMOS JESUS ATADO À COLUNA E FLAGELADO.

Cel. Nós vos adoramos ...
C. A flagelação de Jesus é ao mesmo tempo, uma covardia do sistema injusto de Pilatos e também já anuncia um julgamento premeditado.

Cel. LENDO JOÃO 18, 28 – 19, 1

REFLEXÃO
Cel. Senhor Jesus! Inspirai em cada um de nós a consciência de nossa fragilidade. Fazei-nos dignos do carinho e da confiança que depositastes em nós quando decidimos trilhar o caminho do Evangelho. Amém!
CANTANDO:
Entre nós está e não o conhecemos entre nós está e nós o desprezamos. ( bis )

4º- NO QUARTO PASSO CONTEMPLAMOS JESUS ESCARNECIDO E COROADO DE ESPINHOS
Cel. Nós vos adoramos ...
C. Revestido com todos os sinais de poder: manto de púrpura, coroa, cetro e adoração, Jesus é motivo de zombaria.

Cel.  LENDO JOÃO 19, 2 – 3
REFLEXÃO
Cel. Senhor Jesus! Zombado por todos como caricatura de rei; no entanto, quando retoma suas próprias vestes se revela como verdadeiro rei, aquele que entrega sua vida para salvar seu povo.
Que Tu sejas para nós: caminho, verdade e vida para nos tornar imensamente felizes. Amém!

CANTANDO:
No peito eu levo uma cruz e no meu coração o que disse Jesus. ( bis )

5º NO QUINTO PASSO CONTEMPLAMOS JESUS APRESENTADO AO POVO POR PILATOS. EIS O HOMEM!

Cel. Nos vos adoramos ...
C. O dilema de Pilatos é o mesmo do homem de hoje, dependente do sistema capitalista injusto e violento. Ou arrisca sua posição de poder, ou sacrifica o inocente.

Cel. LENDO JOÃO 19, 4 - 7

REFLEXÃO
Cel. Senhor Jesus! Que Tu sejas para nós a força que nos sustenta na tentação, a mão que nos reergue no momento da queda e o bálsamo que alivia nossas chagas, afim de que perseveremos até o fim. Amém!

CANTANDO:
Prova da amor maior não há! Que doar a vida pelo irmão! ( bis )

6º NO SEXTO PASSO CONTEMPLAMOS JESUS CARREGANDO A CRUZ ÀS COSTAS.

O SENHOR DOS PASSOS.

Cel. Nós vos adoramos ...
C. A cruz é o trono de onde Jesus exerce sua realeza. Ele não esta só, mas é a motivação daqueles que o seguem, aqueles que dão a vida como Ele “ para que todos tenham vida“.

Cel. LENDO JOÃO 19, 16 – 18

REFLEXÃO
Cel. Senhor Jesus! Nós te contemplamos carregando a cruz e Te reconhecemos como nosso Deus.
Aceitando a cruz, Jesus nosso Salvador aponta para a vida nova, para um mundo mais humano e para a libertação dos males que oprimem homens e mulheres. Amém!

CANTANDO:
Sou bom pastor ovelhas guardarei, não tenho outro ofício nem terei! Quantas vidas eu tiver eu lhes darei!

7º NO SÉTIMO PASSO CONTEMPLAMOS A CRUCIFIXÃO E MORTE DE JESUS.

Cel. Nós vos adoramos ...
C. Jesus está completamente só. Seu corpo está reduzido a uma fraqueza extrema. Contudo, até o fim Ele permanece fiel e consciente de sua entrega.

Cel. LENDO JOÃO 19, 28 – 30
REFLEXÃO

Cel. Senhor Jesus! Tu não Te apegaste a tua condição divina, mas como homem  te esvaziaste por inteiro, assumindo a condição de servo, humilhando-se até a morte e morte de cruz.
Ensina-nos a dizer diante de cada angustia de nossa vida: “ Pai, nas tuas mãos entrego meu espírito”.

CANTANDO:
Vitória, tu reinarás! Ó cruz tu nos salvará! ( bis)

8.  CONCLUSÃO- DIANTE DO SACRÁRIO
Cel.  LENDO 1 Cor 15, 1 -  8

REFLEXÃO
Cel. Celebrando os últimos 7 Passos de Jesus rumo à Ressurreição sentimos quanto e fraco é ainda nosso amor, apesar de entendermos um pouco melhor o sofrimento dos outros. Acreditamos que não há morte sem Ressurreição; essa é a razão de nossa fé!
T.  A VIDA TRIUNFA SOBRE A MORTE!

Cel.  Introdução ao...   Pai nosso que estais ...

CANTANDO:
Porque Ele vive, eu posso crer no amanhã. Porque Ele vive, temor não há!
Mas eu bem sei que o meu futuro está nas mãos do meu Senhor que vivo está.

Cel.  Avisos / Despedida / Pedido de bênção.

* “ Desde meados do Sec. XVII, os carmelitas introduziram na Colônia a devoção da Via Crucis ou 7 Passos, em que se representava o drama da Paixão através de quadros ou Estações. Essa devoção passou a ser representada inicialmente através de uma Procissão que se realizava na SEXTA-FEIRA anterior à Semana Santa, designada também como SEXTA FEIRA do TRIUNFO.
No Sec. XIX Thomas Ewbank ainda pôde assistir a essa Procissão promovida pelos carmelitas, e que iniciava com o Quadro representando a Oração de Cristo no Horto das Oliveiras. Em São Paulo, ao que consta, a primeira Procissão desta Via Crucis foi realizada em 1681.”

Bibliografia

Riolando Azzi in A Teologia Católica na Formação da Sociedade Colonial Brasileira. Ed. Vozes, pg 197.

PROCISSÃO DE RAMOS: Capim e Mata Limpa.